Banner Notícia

TFG de Arquitetura das FASA é finalista do concurso do CAU/MG

Conselho de Arquitetura e Urbanismo premia os 21 melhores trabalhos do Estado neste sábado, em BH

A graduada Letícia Veloso Barros, do Curso de Arquitetura e Urbanismo das Faculdades Santo Agostinho (FASA), é uma das 21 finalistas na Primeira Edição da Premiação Trienal dos Trabalhos de Graduação de Estudantes das Instituições de Ensino Superior do Estado de Minas Gerais, promovida pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Minas Gerais (CAU/MG). A premiação para os três primeiros lugares, será, respectivamente: R$ 3 mil; R$ 2 mil R$ 1 mil.

Sob a orientação da professora Andréa Lúcia Vilella Arruda, a egressa concorreu com o trabalho “Teatro Contemporâneo dos Montes”, e irá representar as FASA no próximo sábado (11.11) na disputa dos melhores trabalhos, dos quais sairão os vencedores e menções honrosas, em solenidade que acontece na Casa do Baile, parte do Conjunto Moderno da Pampulha, em Belo Horizonte, das 14h às 17h,  em evento aberto a todos os interessados.

Segundo a professora Liliane Fernandes Maciel, coordenadora-adjunta do curso de Arquitetura e Urbanismo das FASA, foram mais de 100 inscrições, 64 trabalhos aptos a julgamento e 21 selecionados para a grande final.  

“Estar entre os 21 projetos selecionados na 1ª Premiação Trienal dos Trabalhos de Graduação de Estudantes das Instituições de Ensino Superior do Estado de Minas Gerais é muito importante, pois demonstra a qualidade do curso ofertado aqui em Montes Claros pelas FASA, principalmente porque foi o único trabalho selecionado em todo o norte de Minas”, destaca a coordenadora-adjunta.

A Comissão que julgou os trabalhos inscritos na premiação foi composta por arquitetos e urbanistas e de um membro da CEF-CAU/MG. Além das FASA, foram inscritos trabalhos acadêmicos outras 7 Instituições de Ensino Superior do Estado.

Andréa Villela, orientadora da graduada, explica que características do trabalho revelam o domínio do ofício e transição do mundo acadêmico para a vida profissional e avaliam o curso de Arquitetura e Urbanismo das FASA.

“Entendo que o trabalho final de graduação é de caráter autoral e autônomo. É a marca do aluno que está preparado para a vida profissional. E o fato de ter um concurso que premia os melhores trabalhos no Estado é interessante, pois quando uma entidade como o CAU faz uma seleção e destaca os melhores trabalhos, não sou eu ou as FASA que estamos falando que o nosso curso é bom, mas quem atesta essa qualidade do nosso Ensino Superior é o CAU. É um reconhecimento de mérito e que estamos no caminho certo”, ressalta a professora

Letícia Veloso Barros formou-se em Arquitetura e Urbanismo pelas FASA em dezembro de 2016, explicou que buscou inspiração nas características e temáticas regionais como, o sertão, as cores, as montanhas e o céu, mas não abriu mão de uma abordagem contemporânea para fazer o seu projeto “Teatro Contemporâneo dos Montes”.

“Ele foi todo pensado para envolver toda a comunidade, como melhorar as vias urbanas no local onde ele for inserido, além de envolver as pessoas com a movimentação dos artistas que ali se apresentam e o mundo do teatro. Quando a gente participa de um concurso desta importância, sempre sonha que o nosso projeto seja um dos escolhidos, mas quando isso acontece é o reconhecimento de todo nosso esforço, dedicação. Estou muito feliz”, destaca a arquiteta.